Bem-vindo ao único site em português especializado em manutenção de motores aeronáuticos

eaglesgate.com

Uma janela portuguesa para o mundo!

Na www desde 1 de Dezembro de 1999

Última

actualização

08 Out 2010


Se pretende conhecer os maiores fabricantes mundiais de motores aeronáuticos, está na melhor página para se ligar.

Visite a nossa galeria de fotos de motores aeronáuticos.

 

FABRICANTES

DE

 MOTORES AERONÁUTICOS

Directório

* - Parcerias de fabricantes

** - Adquirida pela Rolls-Royce

  *** - Adquirida pela SNECMA

**** - Adquirida pela NPO Saturn

Estrutura Europeia das Empresas Fabricantes de Motores Aeronáuticos

Estrutura Espanhola de Fabricantes de Motores Aeronáuticos

 

   

 

Topo desta página             HOME             Fim desta página

 

A concepção, o projecto e o fabrico de motores aeronáuticos é mundialmente liderada por 3 entidades: 2 americanas - a Pratt & Whitney e a General Electric, e 1 europeia - a Rolls Royce.

Para além destas, num nível secundário, existem a Pratt & Whitney Canada (parceira da Pratt & Whitney americana e ambas pertencentes ao grupo United Technologies), a Honeywell Engines & Services (americana que adquiriu a Allied Signal Aerospace, em 1999), a Allison Engine Company (americana e foi adquirida pela Rolls Royce em 1994), a SNECMA (europeia), a Turbomeca (europeia e pertencente ao grupo Labinal que foi recentemente adquirido pelo grupo SNECMA), a Williams International (americana), a Textron Lycoming (americana) e a Teledyne Continental Motors (americana).

Entre fabricantes de motores e outras entidades fabricantes de componentes aeronáuticos, têm-se estabelecido parcerias, joint-ventures, alianças e consórcios, para o fabrico de um número reduzido de modelos de motores.

De entre essas alianças destacam-se as seguintes: a BMW Rolls Royce (aliança entre a Rolls Royce e a BMW), a CFM International (aliança entre a General Electric e a SNECMA), a Engines Alliance  (aliança entre a Pratt & Whitney e a General Electric), a CFE (aliança entre a General Electric e a Honeywell), a EUROJET (aliança entre a Rolls Royce, a MTU, a Fiat Avio e a ITP), a SPW (aliança entre a SNECMA e a Pratt & Whitney) e a International Aero Engines (aliança entre a Rolls Royce, a Pratt & Whitney, a MTU, a IHI e a Fiat Avio).

A Rolls Royce (após a aquisição da Allison Engine Company), a Pratt & Whitney Canada, a General Electric, a Honeywell Engines & Services e a Turbomeca,  fabricam hoje motores dos tipos turborreactor, turbofan e turbopropulsor.

A Pratt & Whitney fabrica essencialmente motores turborreactores e turbofans.

A SNECMA fabrica apenas motores turbofans.

A Lycoming Textron fabrica essencialmente motores alternativos, tendo fabricado, em parceria com a Honeywell (então Allied Signal) um modelo de motor turbofan.

A Teledyne Continental Motors fabrica apenas motores alternativos.

A Williams fabricou apenas um modelo de motor turbofan, ainda assim, em parceria com outros fabricantes.

A BMW (alemã) foi no passado um fabricante de motores aeronáuticos, sendo agora um especialista no fabrico de componentes, reparação de motores e participante no fabrico de motores através de associações com outros construtores.

A MTU (multinacional, constituída por interesses italianos, alemães e britânicos, subsidiária do grupo DASA) foi criada no passado para, juntamente com a Rolls Royce e a Fiat Avio formarem a Turbo-Union para o fabrico do motor que equipa a aeronave militar Tornado, sendo agora um especialista no fabrico de componentes, reparação de motores e participante no fabrico de motores através de associações com outros construtores.

A Fiat Avio foi no passado um fabricante de motores aeronáuticos, sendo agora um especialista no fabrico de componentes, reparação de motores e participante no fabrico de motores através de associações com outros construtores, donde se destaca o fabrico de caixas redutoras para motores turbopropulsores. Recentemente a Fiat Avio foi adquirida por um grupo financeiro norte-americano que detém 70% do seu capital (restantes 30% detidos pela italiana Finnemecanica), tendo alterado a sua designação para Avio.

A ITP (Indústria de Turbopropulsores) é uma entidade (espanhola)  reparadora de motores aeronáuticos que, mercê das participações internacionais que tem protagonizado, já se especializou no fabrico de alguns componentes aeronáuticos para motores.

Por fim, refira-se que a OGMA - Indústria Aeronáutica de Portugal, SA (eentão Oficinas Gerais de Material Aeronáutico) fabricou, durante os anos 30 e 40, sob licença, alguns motores alternativos (ver modelos no Museu do Ar em Alverca). Actualmente, a OGMA é uma entidade especializada na reparação de motores aeronáuticos.

Recentemente foi criado o consórcio Euro Propulsion International, destinado a conceber, desenvolver e fabricar o motor TP400 que irá equipar a aeronave de transporte militar europeia A400M. Este consórcio é formado pela Rolls-Royce, Snecma, MTU, e ITP, sendo a Avio e a Techspace Aero participantes de segundo nível.


 Ler o Livro de Visitas    Assinar o Livro de Visitas    Preencher Inquérito

A opinião dos visitantes    Regressar ao topo desta página

Gestor da web page    HOME    E-mail