Bem-vindo ao único site em português especializado em manutenção de motores aeronáuticos

eaglesgate.com

Uma janela portuguesa para o mundo!

Na www desde 1 de Dezembro de 1999

Última

actualização

09 Out 2010


ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS

Prossiga através das várias e complexas etapas da manutenção e aprecie a elevada especialização necessária para manter as aeronaves nas máximas condições de segurança ao custo mínimo

 

 MAGNETOSCOPIA

 

Topo desta página              HOME            Fim desta página          Outros END

 

Para identificação de fissuração superficial, subsuperficial (mas muito próximo da superfície) e identações usa-se um tipo de END denominado "Magnetoscopia" (esta última só possível de ser aplicada em materiais magnetizáveis) (que deriva da designação anglo-saxónica "Magnetic Particles Inspection" ou MPI).

Esta técnica consiste em fazer atravessar a superfície a avaliar por um campo magnético que pode ser alinhado segundo direcções perpendiculares de acordo com a configuração e geometria da peça a avaliar.

As linhas de força desse campo magnético ao atravessar a peça poderão ser distorcidas na presença de fissuração. Esta distorsão decorre dum fenómeno correspondente à variação duma grandeza denominada permeabilidade magnética (que caracteriza a facilidade com que as linhas de força atravessam a matéria), que se reduz se no seio duma liga metálica existirem partes não metálicas, agravando-se se estas áreas estiverem preenchidas com ar ou simplesmente em vácuo (situação pouco provável).

A exposição da peça ao campo magnético provoca a magnetização desta superfície (razão pela qual este END só se aplica a peças constituídas por ligas metálicas magnetizáveis). Se existirem fissuras superficiais ou subsuperficiais a magnetização varia, tornando-se mais intensa sobre as áreas onde se situam essas fissuras (à diminuição da permeabilidade magnética corresponde uma maior intensidade do campo magnético).

A este fenómeno físico basta medir a variação do campo magnético, duma forma prática e evidente. O método expedito que é seguido, consiste em aplicar um líquido (algo viscoso) que contém em suspensão inúmeras micropartículas metálicas, coloridas e fluorescentes, que uma vez iluminadas com luz ultra-violeta (e numa câmara escura), mostram a orientação preferencial dessas partículas de acordo com as variações locais do campo magnético, correspondendo as fissuras existentes.

De igual forma, a competência e experiência dos executantes e intérpretes é fundamental para distinguirem as anomalias inócuas dos defeitos com alguma gravidade.

No final deste END as peças devem ser desmagnetizadas para remoção do campo magnético residual que doutra forma se mantém permanente.


 Ler o Livro de Visitas    Assinar o Livro de Visitas    Preencher Inquérito

A opinião dos visitantes    Regressar ao topo desta página

Gestor da web page    HOME    E-mail