Bem-vindo ao único site em português especializado em manutenção de motores aeronáuticos

eaglesgate.com

Uma janela portuguesa para o mundo!

Na www desde 1 de Dezembro de 1999

Última

actualização

11 Out 2010


ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS

Prossiga através das várias e complexas etapas da manutenção e aprecie a elevada especialização necessária para manter as aeronaves nas máximas condições de segurança ao custo mínimo

 

 RIGIDOMETRIA

 

Topo desta página              HOME            Fim desta página          Outros END

 

Este método de END destina-se a avaliar essencialmente estruturas de material compósito, constituídas por estruturas tipo "ninho de abelha" e revestimentos aplicados sobre superfícies.

Neste tipo de estrutura existe sempre uma parede interior e uma exterior que apertam entre si a estrutura "ninho de abelha". Todas estas estruturas são coladas entre si, sendo, portanto, possível o seu descolamento, ainda que apenas localizado ou a sua delaminação.

São cada vez mais utilizadas estruturas deste tipo em "carteres" não resistentes de motores, como são, por exemplo, as condutas das "fan".

O método de Rigidometria (da designação anglo-saxónica "Tap Test" ou CATT de "Computer Aided Tap Test") consiste na detecção de zonas de diferente rigidez. Este método de END tem as suas origens na velha técnica de bater nas superfícies a avaliar e comparar a resposta sonora. Nas zonas ocas, existentes atrás dessas superfícies, o som produzido pelos batimentos é invariavelmente diferente daquele proveniente de zonas isentas de defeitos (é vulgar usar-se esta técnica para verificar a correcta colagem de azulejos em paredes).

Quando se verifica o descolamento ou a delaminação neste tipo de estruturas, a rigidez local altera-se devido à separação das superfícies, provocando uma resposta vibratória diferente, uma vez que a estrutura passa a apresentar um módulo de rigidez diferente.

Assim, este método de END consiste em excitar a estrutura do componente a avaliar, através de um acelerómetro ou mesa vibratória, de acordo com uma frequência e amplitude conhecida e medir a resposta da estrutura através de outro sensor e comparar as alterações. Obviamente que é necessário conhecer a resposta da estrutura quando isenta de defeitos para identificar o padrão a que correspondem os defeitos.

Com este método consegue-se construir uma imagem computorizada das zonas danificadas, identificando-as e localizando-as.


 Ler o Livro de Visitas    Assinar o Livro de Visitas    Preencher Inquérito

A opinião dos visitantes    Regressar ao topo desta página

Gestor da web page    HOME    E-mail