Bem-vindo ao único site em português especializado em manutenção de motores aeronáuticos

eaglesgate.com

Uma janela portuguesa para o mundo!

Na www desde 1 de Dezembro de 1999

Última

actualização

10 Out 2010


Visite a nossa galeria de fotos de motores aeronáuticos.

 

OGMA - AS CONTRADIÇÕES DUMA DÉCADA

 

   

 

Topo desta página             HOME             Fim desta página

 

 Índice | anterior - AVIAÇÃO REGIONAL | seguinte - O FUTURO DA MRO NACIONAL

PERSPECTIVAS

Desde há muito que se fala, a pretexto do orgulho nacional e duma economia de escala, juntar a OGMA e a estrutura de manutenção da TAP, numa forma de aproveitamento de sinergias existentes. É evidente que entre as duas organizações existem muitas semelhanças e até redundâncias. No entanto, teremos que atender às especificidades de cada uma daquelas organizações. Enquanto a OGMA tem consolidado a sua experiência através de aeronaves ligeiras e militares (da FAP), a TAP, por seu lado, tem consolidado a sua experiência em aeronaves de grande porte (Boeing, Lockheed e Airbus).

Dos últimos acontecimentos, em curso na TAP, é possível vislumbrar-se a separação em pelo menos duas estruturas: de operação aérea e de manutenção. Se as operações aéreas de transporte de passageiros deverão constituir a unidade estratégica e fulcral de negócios da TAP, já a actividade de MRO, exercida nos moldes actuais, poderá ser posta em causa. A actual tendência para as transportadoras aéreas se concentrarem na sua actividade nuclear, em detrimento de actividades secundárias que muitas vezes não conseguem optimizar, leva a prevêr que o mesmo ocorrerá na TAP, inferindo-se dessa conclusão, a inevitável alienação da sua estrutura de manutenção. Sendo a TAP uma empresa pública, competirá ao Estado português promover essa separação e orientar o seu futuro.

É óbvio que a TAP deverá manter o nível de manutenção de linha para as suas frotas, porém, a MRO profunda, apesar de continuar a dar resposta áquelas frotas, deverá ser alienada. Detendo uma sobrecapacidade que deverá ser rentabilizada na oferta a terceiros, aquela actividade deverá ser privatizada, numa perspectiva de viabilização e continuação da mesma.

É, nesta perspectiva, que as actividades separadas de MRO da OGMA e da TAP, deverão ser encaradas e equacionadas. Assim, o futuro da OGMA poderá entroncar-se, a médio prazo, com o da estrutura de MRO da TAP, oriundo da previsível privatização desta, numa só entidade. No entanto, diferentes interesses associados à dinâmica de privatização da TAP, poderão ditar outras alternativas.

Uma possibilidade que não deveria ser descartada e, pelo contrário, deveria ser ponderada, é a tomada de interesse pela OGMA (ou pela entidade sucedânea da eventual fusão entre a OGMA e a estrutura de manutenção pesada da TAP) sobre pequenas empresas nacionais, dedicadas a pequenos nichos de MRO aeronáutica. Decorrendo na OGMA uma actividade de MRO, de fraca expressão, sobre produtos da aviação ligeira e sendo algumas dessas pequenas empresas primariamente vocacionadas para este segmento da MRO, a OGMA poderia desviar para aquelas  todo o trabalho relacionado com a aviação ligeira (ou outra actividade que se justifique) e concentrar-se nos restantes aspectos (assumidos como estrategicamente mais interessantes e importantes), libertando meios para outros produtos e actividades e possibilitando aquela manutenção com menores custos fixos. (continua)

Agosto 1999

Índice | anterior - AVIAÇÃO REGIONAL | seguinte - O FUTURO DA MRO NACIONAL

NOTA

Desde a realização deste estudo (Agosto 1999) até à data actual, ocorreram na OGMA, SA importantes alterações organizativas e estratégicas que, a par da modificação das circunstâncias condicionantes, terão conduzido a empresa a uma situação não necessariamente identificável com as premissas deste estudo. Esse facto, poderá justificar uma significativa divergência entre as conclusões do mesmo e as acções em curso para o sector.


 Ler o Livro de Visitas    Assinar o Livro de Visitas    Preencher Inquérito

A opinião dos visitantes    Regressar ao topo desta página

Gestor da web page    HOME    E-mail